terça-feira, 7 de outubro de 2008

Hairdresser NOT! - A tática do BAIÃO DE DOIS

E ae pegadores de mulher! Estamos nós de novo com mais um "Hairdresser NOT!", ou, no bom português, "Cabeleireiro NÃO!", a sessão feita especialmente pra você que tem certas "dificuldades" em conseguir se dar bem com garotas mas não quer ficar sempre bancando o cabeleireiro!

Na postagem anterior, vimos como usar a Tática do Carro, que se mostra muito eficiente quando o tímido conquistador quer evitar a dor do corte. Dessa vez vou postar aqui uma tática enviada pelo leitor! Segue abaixo uma estratégia enviada pelo meu amigo Beto Boy pra ajudar os cuecas no mundo da conquista! Leia e pratique:


Boa noite leitores desocupados do Cerebelo na Brita. Continuando os trabalhos iniciados na seção “Haidresser NOT”, hoje vou apresentar a tática “Baião-de-dois”. Antes de demonstrar a utilização prática desta tática, vamos entender o nome:

Por que tática baião-de-dois? É simples... é porque a tática não pode ser usada de forma individual. A tática consiste justamente em acabar ou anular o indivíduo conhecido como “arroz”, que está à solta em todas as festas, impossibilitando que as amigas que eles acompanham fiquem ou conheçam pessoas novas no ambiente. Continua em dúvida?

Vamos simplificar... “Arroz” é a denominação dada para o amigo cabeleireiro que não sai de perto daquela gata que você quer conhecer, alugar e botar pra cima. Chamamos o infeliz de “arroz” justamente pelo fato dele só “acompanhar”, como num típico prato qualquer. Como o indivíduo não desgruda da guria, mesmo só acompanhando, impossibilita que ela possa se envolver ou conhecer outras pessoas. Assim, a função do arroz acaba sendo inibir qualquer investida dos pretendentes da amiguinha que ele atrapalha, digo, acompanha. É fácil identificar um arroz: Só de observar você percebe que o cara, nem de longe, tá pegando as minas que ele tá acompanhando. É só um amiguinho mala que talvez sonhe em pegar uma delas...
Exemplo de arroz estragado
...
Se vocês já passaram por situação semelhante e tiveram algum empecilho com um maldito arroz, SEUS PROBLEMAS ACABARAM! Basta utilizar a tática que vamos apresentar agora, em detalhes: Primeiro, localize o alvo na festa. Se observar que a guria tá com um “arroz”, que não faz nada mas também não desgruda, não se desespere nem desista, é hora de eliminar o indivíduo cerealífero. Chame um amigo, mas tem que ser um brother mesmo, e ponha em prática a tática:

Seu amigo terá que ser bem cara de pau e corajoso para obter êxito, o grau de dificuldade aqui está mais pro amigo que vai dar início a tática do que pra você que vai de fato utilizar:

1) Você e seu amigo devem se aproximar do alvo, mesmo que ela esteja cercada por 4 ou mais amigos “cabeleireiros-arroz”;

2) Após a aproximação, seu amigo cara de pau vai pedir licença a algum dos amigos da guria, ou então simplesmente dar um jeito de se aproximar dela para conversar;

3) Assim que começarem a conversar observem a reação dos “amigos-arroz”... se forem agressivos, proteja seu amigo e saiam dali. Se forem tolerantes (que é o normal, desde que não estejam bêbados), seu amigo deve puxar um assunto com a guria e tirá-la da roda, para ficarem seguros dos “arroz” (podem até ficar perto, mas tentem sair da rodinha...);

4) Saindo da rodinha, seu amigo vai apresentar você a ela, afinal, é você quem está interessado na garota (por isso que eu volto a repetir: o amigo que você chamar pra usar essa tática tem que ser “brother” e não um “fura olho FDP”!!!);

5) Aí fica por sua conta... por questão de segurança fale pro seu amigo ficar por perto (caso algum dos “arroz” embace)... agora você tem a chance de conhecer, conversar e tentar ficar com a guria que até então parecia intocável, cercada de cerealíferos.

Pelo fato de afastar os “arroz” e promover a união, a tática foi batizada de “baião-de-dois”.
O objetivo é esse, e essa é uma tática arriscada, que pode resultar apenas numa simples amizade com a garota... mas a única vez que usamos, o cara que bolou a tática se deu bem e os “arroz” nem embaçaram.
...
Tire o arroz da reta... e ganhe a mina pra você!

É isso aí, Essa foi a dica do Beto Boy! E você chapa, é um bucha que não consegue pegar mulher?Acha que pode aproveitar essa tática? Tem uma melhor? Mande sua contribuição ou seu relato pro blog e compartilhe as artimanhas da arte da conquista com todos os leitores! E até o próximo post!

7 Comentários:

Hugo Behael disse...

ahahahha
valeu Beto Boy...boa dica...
vou colocá-la em prática qualquer dia....
pois ha muito arroz por ai...!!

Filipe Carnage disse...

Olha só a participação dos leitores para o CNB, valeu Beto Boy! Ainda mais aqui no norte do país onde o povo se amarra num "Baião de dois" (o prato), nada mais coerente do que uso da referida tática.
Agora o máximo que posso fazer é ser o amigo que separa o "filé" do "arroz": já tenho meu próprio filé, hehehe...
Fui!

Ed MacLeod disse...

Opa, eu digo o mesmo! Eu tenho um filezão e um baita bifé pra usar no filé!

Entenderam? hã hã?

Beto Boy disse...

Valeu Filipe!
Sempre fui separador de arroz... e tb porque estou com uma gata maravilhosa de 1,78 cm e corpo de modelo, hauahuaa. Abraços.
E aos amigos solteiros podem arriscar a tática aí.

Jaime Palilo disse...

Pow legal essa, eu ja conhecia. Mas a minha vida toda eu só separei os arroz. Eu sou gordo...

MANDEM UMA DICA PRA GORDO!!!!

Ed MacLeod disse...

Pow gordo, tá foda, mas a gente vai desenrolar uma dica especial pros gordos pegarem mulher...

Tiago Ziviani disse...

Com certeza o q mais tem tem eh esse tipo de cara neh veio....sai com amiga e se axa o pegador...e ainda fik tirando foto pra mostrar pros outros!!
q pior veio!!
tipico amigo segurança.....soh acompanha!!
ashaushuahsuhas
flww suas bixa!