terça-feira, 29 de setembro de 2009

Olha a Merda: Cinderela Baiana!

Olá, meu povo!

Então, eu adoro cinema, gosto de assistir qualquer tipo de filme, mesmo os ruins eu gosto de ver para ter a minha opinião. Mas não sei como essa jóia rara do cinema nacional passou por mim, sem eu nunca saber da existência. Desculpa, se vou ser repetitiva, se vocês já viram, enfim.. como eu não sabia disso, talvez, existam outras pessoas tão desligadas quanto eu (ou preocupadas com coisas mais importantes).

Pois bem, estou falando da brilhante produção cinematográfica: Cinderela Baiana. Protagonizada pela até então famosíssima loira do Tchan Carla Perez, contando também com a inigualável participação de Alexandre Pires. Como eu li em algum lugar esse filme "narra a saga de uma menina pobre do Recôncavo Baiano que nasceu burra, não aprendeu nada e ainda esqueceu a metade. E que, mesmo assim, graças à abundância de seus talentos naturais encontra a fama, a riqueza e o amor". Bom, infelizmente eu ainda não achei esse filme para assistir. Massss.. ainda bem que temos o Youtube da vida, para nos satisfazer pelo menos com algumas cenas.

Pra começar que tal uma das melhores cenas de luta de todos os tempos!?! Deixando matrix no chinelo...





E óbvio que toda grande produção, merece um final inesquecível... Que tal esse?



Ahhh... Quanta demagogia! Muito interessante o final do filme, depois de todo o discurso.. de tantas palavras inteligentes... de ter libertado os passarinhos que insistiam em ficar na gaiola... terminar tudo mexendo a bunda com "Pau que nasce torto, nunca se endireita..." Realmente era um final esperado...
Bom, como disse ainda não assisti essa obra-prima, mas ele já me deu uma excelente idéia para presentear os meus inimigos ou como castigar meus futuros filhos...

2 Comentários:

Anônimo disse...

Tenho meeedoo!!uahuashauus

Krika disse...

Nunca vi esse filme na minha vida, e depois de ler o que vc escreveu, fiquei até com receio de assistir a isso. A vida da Carla Perez não é tão interessante pra ser contada num filme, o clichê de sempre, menina pobre, cresce e procura a felicidade e blá blá blá...O filme foi bombardeado, mas tbm não é surpresa, pelo que sei é uma verdadeira BOMBA mesmo. É perda de tempo. O Brasil produziu poucos filmes bons nos anos 90. Deus me livre, prefiro ver um besteirol americano do que machucar meus olhos com isso!